Dicas infalíveis para a sua Black Friday não se tornar uma Black FRAUDE!

A- A+
26 de novembro de 2021

Se tem uma coisa que brasileiro gosta de fazer, é comprar! Como as redes sociais são um retrato do mundo real, é fácil ver a mania estampada nos diversos memes publicados nos stories da vida. Se a pessoa está triste, compra para cuidar do coração. Se está feliz, embarca na síndrome do “eu mereço”. Seria um sintoma de demanda reprimida ao longo dos anos, um reflexo europeu herdado dos colonizadores em 1500 ou pura compulsão? Difícil dizer.

O que é fácil de afirmar, na verdade, é que, para muita gente, toda hora é a Hora H, todo dia é o Dia D para gastar dinheiro. Nem precisamos de pesquisa científica para afirmar esse fato com tanta propriedade: basta olhar para uma data que o Brasil adotou, cuidou e criou como sua – o Black Friday. Esse termo que vem dos nossos colegas americanos foi cunhado no século XIX, utilizado, pela primeira vez, para batizar uma sexta-feira péssima para o mercado financeiro.

Com o passar dos anos, sua ressignificação ocorreu de forma concreta e, na década de 80, sofreu uma apropriação pelo comércio, que ressignificou o seu sentido, deixando-a com a carinha que temos hoje. Demorou um pouco para emplacar no Brasil, mas hoje já é uma das datas que mais movimenta a economia, superando, inclusive, em alguns segmentos, outras ocasiões como o Natal, o Dia dos Namorados e o Dia dos Pais.

Por mais que você se considere uma pessoa blindada para esse período tão apelativo, é impossível não se balançar. A publicidade em torno da data é tão grande, que a gente se pega dando uma olhadinha nos sites só para matar a curiosidade. O problema, MESMO, além de secar suas reservas financeiras ou acabar com o limite do seu cartão, é aquele tipo de gente de moral duvidosa que utiliza o momento para pescar dados virtuais, dar golpes, roubar e enganar os desejosos por compras em todo lugar.

Para te ajudar a aproveitar mais as ofertas e passar longe de enganações, listamos dicas importantes para que a experiência de compra seja a mais segura possível. Acompanhe:

 

1) Utilize o seu cartão virtual

Hoje em dia, as facilidades de pagamento são inúmeras, como boleto e PIX. Entretanto, a maneira mais segura de fazer suas comprinhas de Black Friday é o cartão virtual – aquele que as operadoras já disponibilizam de forma digital especialmente para esse tipo de compra, aumentando a segurança do usuário. Caso você caia em golpes, é mais fácil estornar os valores e cancelar as transações, além de manter o seu cartão “físico” intacto, evitando dores de cabeça.

 

 2) Desconfie de todos os preços

Nem só de golpistas invisíveis se faz a internet. Muitas marcas dão uma de espertinhas e, pouco antes do período, aumentam os preços propositalmente para, na Black Friday, reduzir ao preço original. Essa prática pode ser denunciada aos órgãos de defesa do consumidor. Compre a briga, corra atrás dos seus direitos! E, se não quiser entrar nesse mérito, apenas faça sua parte e fique de olhos bem abertos para não cair em armadilhas.

 

3) Não clique em links estranhos

Pode acreditar: você receberá e-mails, WhatsApps e SMSs de todo o tipo, prometendo propostas quase impossíveis. Não caia nessa! Se não conhece a origem da oferta, o remetente do e-mail, o dono do número de celular ou sua intuição te diz para não clicar, apenas não clique! Se o seu radar apitou, é bem provável que esteja correto. Antes de mais nada, visite as redes sociais e o site oficial da empresa para saber se a chamada é verídica.

 

4) Evite lojas suspeitas

Se você já conhece e sabe que as grandes marcas são seguras e confiáveis, cuidado ao dar o crédito a lojinhas sem rastro virtual e sem reputação. Em alguns casos, podemos nos seduzir pelo precinho baixo e querer comprar em qualquer “budega virtual”, mas segure a ânsia! Verifique se o site tem selo de segurança, pesquise a empresa no Reclame Aqui, teste os canais de atendimento e veja fóruns de quem já teve boas experiências de compra. Todo cuidado é pouco!

 

5) “Print” absolutamente tudo

Quem tem prints, tem provas! Essa máxima, bastante comum para pegar os seus crushes – ou o seu chefe – no pulo, pode e deve ser utilizada em todas as etapas das suas compras online na Black Friday. O anúncio do desconto, as etapas, a confirmação de compra, salve todas as telas, pois elas são armas importantes na hora de reclamar sobre alguma situação indevida.

A data é ótima e pode ser aproveitada a seu favor, afinal, um descontinho é sempre bem-vindo! Mas sabe o que é bom, mesmo? Economizar, investir e construir um futuro tranquilo. Se puder, resista ao impulso de comprar itens desnecessários e escolha investir.

Seu futuro agradece!

Digite seu CPF abaixo, caso deseje pontuar no Programa Parceria Premiada