Como manter a qualidade de vida com o ritmo frenético do dia a dia?

A- A+
5 de agosto de 2022

No Dia Nacional da Saúde, é bem comum ver várias pessoas e empresas dando dicas para envelhecer bem e saudável. Mas na prática, será que as mensagens rápidas e comerciais surtem algum efeito? Cada pessoa tem o seu contexto e várias coisas para fazer ao longo do dia. Em que momento entra o autocuidado?

O ritmo frenético do dia a dia é aterrorizante. Nossa cabeça fica pensando em várias coisas ao mesmo tempo, projetos para serem entregues com prazo para ontem e tudo vira prioridade — menos nós mesmos. Qualidade de vida, alimentação balanceada e tempo para os hobbies acabam ficando para trás, mas não deveria ser assim. E se não podemos abrir mão das tarefas do dia a dia, o que dá para fazer para viver bem e ainda entregar as obrigações? Parece um grande paradoxo, mas é possível.

Para celebrar o Dia Nacional da Saúde e mostrar que é possível passar dicas práticas que melhorem a rotina de autocuidado, indicamos 3 pontos que podem ser adicionados à sua rotina para poder aproveitar o presente e o futuro com mais tranquilidade. Confira!

 

1) Organização e planejamento são a chave de tudo

Tem coisa melhor do que sentar, planejar e sentir que sua vida agora vai seguir por um rumo bem melhor? A parte de escrever metas e pensar na semana geralmente é a mais simples… as coisas complicam quando partimos para a prática e chega a hora de fazer aquilo que parecia fácil na sua mente.

O que esse tipo de resultado nos mostra, na verdade, é que a organização precisa ser mais realista. Que tal organizar seus horários e atividades de um jeito mais sério? Não precisa mentir para si mesmo ou forçar várias tarefas de uma vez para se sentir mais produtivo. Pense na qualidade das coisas que você faz, não só na quantidade.

E lembre-se: na hora do planejamento é essencial pensar para além das suas obrigações. Horários livres são importantes para descansar, lidar com imprevistos e dar mais atenção a si mesmo.

 

2) Sua saúde deve ser sua prioridade

Essa frase pode parecer a coisa mais óbvia que você já ouviu na vida, mas vamos ser sinceros: sua saúde tem sido priorizada? Você tem dado atenção aos pequenos sinais que o corpo dá quando está cansado ou se sentindo deixado de lado? Porque se tem uma coisa que o corpo faz é falar.

Um bom banho de sol de alguns minutinhos pode te ajudar a começar o dia com mais disposição do que uma xícara de café, como muitas pessoas já são acostumadas a fazer de um jeito quase automático. Meditar, ler um pouco ou ouvir música enquanto faz isso, inclusive, são ótimos complementos.

Lavar o rosto, tomar um banho relaxado sem pensar que está atrasado e realmente presenciar cada momento são formas de preservar a sua saúde sem necessariamente estar com dor ou passando por alguma situação de emergência.

O ritmo frenético do dia a dia tenta nos ensinar que não temos tempo para nada. Quando aceitamos isso, somos sufocados pela ansiedade de que, realmente, é impossível se cuidar em meio a uma rotina caótica, mas não deveria ser assim. Entender esse pensamento é a chave para saber estabelecer o tempo de suas tarefas, tendo em mente também que o seu tempo é precioso.

 

3) Cuidados com o corpo e a mente não são indissociáveis

Você já parou para pensar que a mente também faz parte do nosso corpo, tecnicamente falando? Geralmente existe uma separação e dá a entender que o primeiro é mais importante que o segundo, como as dores físicas, por exemplo, que são vistas com mais emergência do que as dores mentais, digamos assim.

Mas o nosso psicológico dita bastante o decorrer do nosso dia a dia. A rotina frenética tem influenciado negativamente a vida de muitas pessoas, por isso o aumento no índice de cidadãos com depressão, ansiedade e até mesmo burnout tem se tornado cada vez mais comum. Como já dissemos antes, é importante visualizar esse tipo de dado como um alerta e não como uma consequência inevitável.

Se você tem a oportunidade de fazer acompanhamento terapêutico, não pense duas vezes antes de iniciar ou continuar. Ter um profissional para ajudar a administrar os seus pensamentos é uma ótima forma de lidar com os dias, sejam eles ruins, bons ou só normais mesmo.

Mas cuidar da saúde mental vai além disso e envolve também fazer as coisas que você gosta: encontrar seus amigos e parentes, brincar com um animal de estimação, tirar um tempo do seu dia para preparar uma comida gostosa ao invés de pedir delivery, por exemplo, são atitudes que nos dão energia para continuar seguindo em frente.

A ideia de cuidar da nossa saúde vai muito além do conhecimento básico que nós temos hoje em dia. São muitos aprendizados, mas o mais importante é colocá-los em prática para aproveitar o presente e o futuro com saúde e felicidade — tudo que mais importa, né?

Digite seu CPF abaixo, caso deseje pontuar no Programa Parceria Premiada