Conheça as novas alíquotas de IOF vigentes após novo decreto do governo

A- A+
21 de setembro de 2021

Desde segunda-feira, 20 de setembro, está vigente o decreto do governo que eleva as alíquotas do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) nas transações de crédito de Pessoas Jurídicas e Físicas, até 31 de dezembro de 2021.

Confira abaixo as novas alíquotas vigentes até o fim do ano:

– Para Pessoas Jurídicas: Por dia, passou de 0,0041% para 0,00559%. Por ano, passou de 1,50% para 2,04%.

– Para Pessoas Físicas: Por dia, subiu de 0,0082% para 0,01118%. Por ano, subiu de 3,0% para 4,08%.

Na prática, essas são as alíquotas máximas cobradas num período de 365 dias. Ou seja, se a operação de crédito para Pessoa Física for maior que um ano, a alíquota máxima cobrada será de 4,08%.

Além disso, há a cobrança de uma alíquota de 0,38% que incide sobre o valor total contratado do empréstimo, sem cobrança de imposto nas parcelas.

ENTENDA

De acordo com o Ministério da Economia, a medida tem como objetivo gerar recursos para custear o Auxílio Brasil – novo programa de transferência de renda que o governo tenta tirar do papel para substituir o Bolsa Família.

A ideia do governo é que o programa atenda diretamente cerca de 17 milhões de famílias (hoje são 14,6 milhões). O repasse médio deve girar em torno de R$ 300,00 mensais (atualmente em R$ 189,00).

“A referida medida irá gerar um aumento de arrecadação estimado em R$ 2,14 bilhões. Esse valor permitirá a ampliação do valor destinado ao programa social Auxílio Brasil, cujo novo valor entrará em vigor ainda no ano de 2021″, diz nota divulgada pelo Palácio do Planalto.

Digite seu CPF abaixo, caso deseje pontuar no Programa Parceria Premiada