O que acontece com os recursos se eu me desligar?

A- A+
9 de setembro de 2016

Edição 11

O que acontece com os recursos do meu Plano se eu me desligar do BNB?

É comum ouvirmos de alguns jovens que acabaram de ingressar no Banco que um dos motivos para não aderir ao Plano CV I é o fato de ainda não terem certeza se vão permanecer muito tempo no BNB.

O que muitos não sabem é que o seu investimento no Plano CV I é 100% assegurado pelosInstitutos Previdenciários, mesmo na ocorrência de uma saída antecipada do Banco.

Assim, aderindo à previdência no início da fase laborativa, o funcionário terá  a oportunidade de contar com a contribuição paritária do Patrocinador em favor da sua conta individual no Plano CV I e poderá contar com  esses recursos acumulados no caso de sua saída antecipada.

A seguir, apresentamos um resumo dos quatro Institutos Previdenciários ofertados aos Participantes que se desligam do Patrocinador sem ter implementado as condições para a aposentadoria. São eles:

Portabilidade: permite transferir os recursos acumulados para outra Entidade;

Benefício Proporcional Diferido (BPD): permite suspender o pagamento das contribuições ao Plano e aguardar para receber o benefício quando se tornar elegível à aposentadoria;

Autopatrocínio: permite a manutenção do pagamento das contribuições do Participante e do Patrocinador para assegurar o recebimento do benefício quando se aposentar;

Resgate: permite o saque imediato dos recursos acumulados pelo Participante, não incluindo a parte do Patrocinador, deduzido o Imposto de Renda..

Conheça mais detalhadamente cada um dos Institutos Previdenciários.

PORTABILIDADE

Permite transferir os recursos acumulados, constituídos pelas contribuições do Participante e do Patrocinador, sem incidência de impostos, para um plano de benefício previdenciário operado por outra entidade fechada ou aberta, encerrando assim o vínculo do Participante com a Capef.

Qual a diferença da Portabilidade para os:

Participantes do Plano BD: o montante dos recursos acumulados será o maior valor entre a provisão matemática e o regate de contribuições;

Participantes do Plano CV I: o benefício será o saldo da conta individual, que é formado pelas contribuições do Participante e do Patrocinador.

BENEFÍCIO PROPORCIONAL DIFERIDO (BPD)

Permite a suspensão do pagamento das contribuições ao Plano, de forma a receber o benefício de aposentadoria tão logo sejam alcançados os requisitos para a sua concessão. Este será calculado em função do saldo acumulado, incluindo as suas contribuições e as do Patrocinador.

Obs.: As opções pela Portabilidade e pelo BPD exigem uma carência mínima de 36 meses de vinculação ao Plano.

Qual a diferença do BPD para os:

Participantes do Plano BD: as despesas administrativas durante o período de diferimento serão descontadas no cálculo do valor do benefício, podendo o participante optar pela inclusão ou não da cobertura dos benefícios de riscos (aposentadoria por invalidez e pensão por morte);

Participantes do Plano CV I: as despesas administrativas durante o período de diferimento serão descontadas mensalmente do saldo da conta individual. O Participante terá direito aos benefícios programados e aos benefícios de risco, sem o incremento do capital complementar, em caso de morte ou invalidez.

AUTOPATROCÍNIO

Permite a manutenção do pagamento das contribuições do Participante e do Patrocinador para assegurar o recebimento de benefícios em condições similares ao participante patrocinado, quando da implementação das condições para aposentadoria.

Participantes do Plano CV I: em caso de pagamento de contribuição extraordinária (tempo de serviço passado), o Patrocinador fará contribuições paritárias apenas referente ao período em que houve patrocínio na fase ativa, não ocorrendo a paridade no período do autopatrocínio.

RESGATE

Assegura o direito de resgate das contribuições individuais pagas pelo Participante ao Plano, deduzido o imposto de renda e eventual saldo devedor de empréstimo.

Obs.: Essa opção é definitiva, implicando na desvinculação total do Plano. O Resgate é o Instituto menos previdente dentre todos, porque o Participante encerra a sua vinculação ao plano, além de perder as contribuições efetuadas pelo Patrocinador.

Qual a diferença do Resgate para os:

Participantes do Plano BD: o valor do Resgate é determinado pelas contribuições efetuadas pelo Participante, descontadas das despesas administrativas e do custo da cobertura dos benefícios de risco, atualizadas pelo índice de correção do plano até a data do resgate;

Participantes do Plano CV I: o benefício do Resgate será o saldo da conta individual na data do resgate, não incluindo a parte do Patrocinador, que equivale ao valor das contribuições destinadas à aposentadoria programada atualizadas pela cota previdenciária.

 

Simuladores disponíveis no site da Capef

Para facilitar a sua opção pelos Institutos Previdenciários, o site da Capef apresenta simuladores para que o Participante possa analisar melhor as opções disponíveis. Para simular, acesse os links abaixo e utilize o login e senha de acesso à área restrita do site.

Plano BD – Simulador de Resgate de Contribuição

Plano CV I – Simulador de Opções Previdenciárias

Simulador de Portabilidade

 

Qual o procedimento para aderir a um dos Institutos Previdenciários?

Após o comunicado de desligamento do funcionário pelo Banco ou pelo próprio funcionário, a Capef tem um prazo de até 30 dias para enviar o “Extrato de Opções Previdenciárias”, contendo todas as informações necessárias para a opção pelos Institutos.

Por sua vez, o Participante terá até 30 dias (60 dias para os Participantes do Plano BD) para formalizar a sua opção. Presume-se a escolha pelo BPD caso o Participante não formalize a sua opção dentro do prazo citado e desde que cumprida a carência prevista para o BPD, caso contrário, a presunção é pelo Resgate.

Veja todas as edições publicadas na série “Conheça Seu Plano” clicando aqui.